Dominar a dobra em U da prensa dobradeira: técnicas e dicas essenciais

Contacte-nos
Temos mais de 20 anos no fabrico de prensas hidráulicas de travagem, cisalhamento e máquina de corte a laser de fibra. Obtenha agora um orçamento instantâneo para os seus projectos de fabrico de chapa metálica!
Obter Citação GRATUITA
Data de publicação: 17 de janeiro de 2024

I. Compreensão das curvas em U da prensa dobradeira

Noções básicas sobre dobras em U com prensa dobradeira

A dobragem em U por prensa refere-se a um processo em que a chapa metálica é dobrada constantemente na prensa dobradeira duas ou mais vezes para ser formada em forma de "u".

Este processo é conseguido através do controlo exato dos graus de fecho das matrizes superior e inferior e dos cursos, de modo a cumprir o tamanho e o ângulo precisos dos requisitos de conceção.

A curvatura em U é uma das técnicas de conformação mais comuns nas indústrias de fabrico de metais.

A curvatura em U é essencial em vários sectores, como o fabrico de metais e a engenharia mecânica.

É amplamente utilizado na produção de peças arquitectónicas e estruturais, peças para automóveis, invólucros de electrodomésticos e fabrico de projectos que requerem espaço interior, como sistemas de tubagem e armários eléctricos.

A curva em U pode não só poupar custos de material e melhorar a eficiência da produção, mas também garantir as boas propriedades mecânicas e a qualidade do aspeto dos produtos.

História e evolução da tecnologia de prensas dobradeiras

O freio de imprensa é considerado um equipamento fundamental para a conformação de chapas metálicas e a sua história pode ser datada do início da industrialização.

O travão de prensa manual inicial depende da força de trabalho, que apresenta uma operação complexa e baixa eficiência.

Com o avanço da tecnologia, a tecnologia hidráulica e CNC melhoram significativamente o desenvolvimento da prensa dobradeira, tornando a máquina capaz de proceder a uma dobragem precisa e complexa, incluindo a dobragem em U.

A tecnologia de dobragem em U é constantemente actualizada com a evolução da tecnologia de prensagem, que vai desde a simples dobragem em linha reta até à dobragem tridimensional.

Não só consegue melhorar o ângulo de curvatura aparente e a precisão, como também realiza a curvatura constante automática em sequência de vários passos.

As prensas dobradeiras CNC modernas podem até ser integradas com o software CAD/CAM, imitando e controlando com precisão a dobra em U global, alcançando projectos de alta precisão e produção em massa.

Para além disso, a técnica de matriz e as ferramentas auxiliares, como o gabarito traseiro e o dispositivo de suporte frontal, também enriquecem e melhoram a possibilidade e a adaptabilidade da curva em U.

II. Aspectos técnicos

Tipos de prensas dobradeiras para dobragem em U

Travão mecânico de prensa:

Prós: estrutura simples, desempenho de alto custo, manutenção conveniente, operação intuitiva, adequado para pequena escala ou ocasiões que exigem menos precisão.

Contras: provavelmente não consegue realizar um controlo preciso com uma tonelagem elevada devido às suas restrições de movimento. Além disso, tem uma eficiência de trabalho inferior à dos tipos hidráulicos e não é adequado para produção constante e em grande escala.

Travão hidráulico de prensa:

Prós: O sistema hidráulico oferece uma pressão estável e intensa, que pode ser adaptada a uma dobragem precisa com várias espessuras de materiais. Também pode ser ajustado sem níveis numa gama mais extensa, adequada à produção em massa e às indústrias que exigem elevada precisão.

Contras: o equipamento é complexo e requer uma manutenção regular para o seu funcionamento regular. Os seus custos de manutenção inicial e posterior são relativamente elevados.

Materiais adequados para curvas em U

O conhecimento das propriedades físicas e mecânicas dos diferentes tipos de materiais metálicos é vital para a conceção e implementação precisas do processo de dobragem em U, o que é benéfico para evitar problemas de qualidade do produto devido à utilização incorrecta dos materiais.

Aço com baixo teor de carbono: apresenta uma intensidade moderada, uma boa plasticidade, é fácil de dobrar e é um dos materiais mais comuns para a produção de u bend.

Aço inoxidável: é bom, resistente à corrosão e decorativo. Requer um cálculo e um controlo precisos dos parâmetros de deformação durante a flexão devido à sua elevada intensidade e às suas propriedades de retorno elástico.

Alumínio: tem uma baixa densidade e uma boa condutividade eléctrica e térmica, o que o torna adequado para peças leves. Quando é dobrado, deve ter em consideração as propriedades de forte ductilidade e pequeno módulo de elasticidade, de modo a evitar o enrolamento excessivo e influenciar a qualidade do produto.

Liga de cobre: apresenta boa condutividade eléctrica e resistência à corrosão. Devido à sua elevada solidez, deve ser processado com matrizes e condições de processo adequadas.

Considerações de projeto para curvas em U

Raio de curvatura: é normalmente superior a um determinado múltiplo da espessura do material para evitar a formação de fissuras ou tensões internas demasiado elevadas durante a flexão, assegurando a integridade da estrutura da peça de trabalho.

Ângulo de flexão: determina a forma final da peça de trabalho. É calculada em função dos requisitos de conceção do produto e do efeito de mola, compensando e chegando assim à dimensão geométrica prevista.

Força de flexão: é determinada por muitos factores, como a espessura do material, o raio de curvatura e o comprimento. Uma pressão demasiado grande ou demasiado pequena pode levar a problemas de qualidade. Assim, são necessárias ferramentas de cálculo profissionais e fórmulas empíricas para garantir o valor correto da pressão.

III. Guia prático

u dobra

Guia passo-a-passo para efetuar uma curva em U

Escolher a prensa dobradeira e os moldes adequadosEscolha da prensa dobradeira mecânica ou hidráulica em função do tipo e da espessura do material. Selecionar a matriz superior e inferior adequada em função do tamanho e da forma da curva em U pretendida.

Preparação do material: medir e cortar a chapa metálica na dimensão pretendida.

Definir os parâmetros da máquina: definir os parâmetros razoáveis de força de flexão, velocidade e ângulo de acordo com a espessura do material e o raio de flexão.

Acionar a dobragem: Colocar a chapa metálica na prensa dobradeira, certificar-se de que está no meio da matriz e dobrá-la de acordo com os parâmetros decididos.

Verificar e ajustarMonitorizar a deformação do material, verificar a exatidão da dimensão e do ângulo e ajustar atempadamente a pressão e o ângulo para compensar o efeito de retorno da mola. Após a dobragem inicial de um ou dois lados, efetuar a dobragem da outra parte de acordo com os mesmos procedimentos.

Técnica: utilizar ferramentas de medição precisas para verificar várias vezes a posição da matriz e a definição do ângulo.

No caso de peças de trabalho complexas em forma de U, o método de conformação passo a passo pode ser aceite. Dobrar uma pequena secção de cada vez e manter a secção constante e consistente.

Desenvolver procedimentos operacionais normalizados, proceder com rigor e melhorar a proficiência operacional através da prática repetida.

Erros comuns e como evitá-los

Uma escolha incorrecta das matrizes e um ajuste impreciso da folga da matriz conduzirão a um mau efeito de curvatura ou a danos na peça de trabalho.

Se a força de flexão for demasiado grande ou pequena, o resultado será a quebra do material. O retorno elástico é demasiado grande, o que afectará a precisão do produto.

A posição incorrecta do material e a sua fixação conduzem a um desvio durante o processo de dobragem.

Existem algumas abordagens para a adoção de precauções com base nas questões acima referidas:

Respeitar rigorosamente o manual de instruções, escolher a matriz integrada com a experiência prática, verificar regularmente e ajustar a folga da matriz.

Calcule a força de flexão de acordo com as propriedades e a espessura do material e tenha também em consideração o retorno da mola, aumentando adequadamente o volume de compensação.

Melhorar a formação do operador e melhorar a precisão de fixação e posicionamento do material.

Manutenção e conservação de máquinas de prensagem

Manutenção diária

Limpar regularmente os detritos internos e externos do travão de prensa, garantir que o sistema de lubrificação é suave e complementar ou substituir o óleo de lubrificação a tempo.

Verificar as propriedades dos vedantes do sistema hidráulico para evitar fugas de óleo, assegurando o funcionamento correto dos componentes hidráulicos.

Manter e verificar o sistema de controlo da eletricidade, assegurando que os componentes funcionam de forma estável e segura.

Verificar a situação da abrasividade da matriz, rectificando, reparando ou substituindo as novas matrizes quando necessário.

Estratégias de manutenção a longo prazo

Desenvolver um plano pormenorizado de manutenção do equipamento, verificar e reparar regularmente, para evitar a ocorrência de potenciais avarias.

Estabelecer o registo de utilização e acompanhar o estado de funcionamento do equipamento, a fim de fornecer provas para a manutenção posterior.

Sensibilizar os trabalhadores para a importância da manutenção do equipamento e desenvolver um bom hábito de funcionamento, a fim de prolongar a vida útil e a eficiência de funcionamento da prensa dobradeira.

IV. Aplicações no sector

Curvas em U em vários sectores

Indústria automóvel

No fabrico de automóveis, a curvatura em U é amplamente utilizada na produção de condutas do sistema de escape, componentes da suspensão e peças estruturais da carroçaria. O material escolhido, a precisão do processo de dobragem e a durabilidade dos produtos são rigorosos, uma vez que estes componentes têm normalmente de suportar altas temperaturas, altas pressões e vibrações.

Indústria aeroespacial

A indústria aeroespacial tem requisitos extremamente elevados em termos de leveza e elevada resistência. O processo de dobragem em U é normalmente utilizado nos sistemas de distribuição de combustível das aeronaves, nas estruturas da fuselagem e noutras disposições de condutas internas, assegurando que cada peça pode cumprir normas rigorosas e atingir objectivos de perda de peso.

Indústria da arquitetura

Na indústria da construção, o aço ou os tubos em forma de U são amplamente utilizados no suporte de estruturas, sistemas de exaustão, tubagens AVAC, etc. Especialmente na arquitetura da estrutura de aço, as vigas pré-curvadas em forma de U podem melhorar a eficiência do trabalho e a estabilidade da estrutura, o que é conveniente para a montagem no local.

freio de imprensa

Tendências futuras na dobragem em U com prensa dobradeira

Tecnologias e métodos emergentes

A tecnologia CNC e os graus de automatização são constantemente melhorados, tornando a prensa dobradeira capaz de realizar tarefas de dobragem em forma de U mais complexas e diminuir o erro provocado pela intervenção manual.

A tecnologia de máquinas e o sistema de produção inteligente são trazidos para tornar a dobragem em U mais eficiente, flexível e adaptada às necessidades de produção em pequena escala, tipos de variedades e personalizada.

O desenvolvimento da ciência dos materiais, tal como o aparecimento de novos materiais compósitos, desafiará o processo de prensagem e também proporcionará à tecnologia de dobragem em U a possibilidade de aplicações inovadoras.

Antecipação do sector do fabrico de metais

A futura tecnologia de prensa dobradeira avançará para alta precisão, velocidade mais rápida e grande flexibilidade para lidar com o design mais complexo da peça de trabalho.

O conceito de proteção ambiental verde está profundamente enraizado no coração das pessoas. O equipamento e a tecnologia com baixo consumo e alta produção serão a corrente principal, incluindo a aplicação do sistema hidráulico de poupança de energia, a reciclagem de calor residual e outras medidas na prensa dobradeira.

A tecnologia digital e de rede continuará a ser integrada no processo de conformação de metais. O processo de produção será melhorado pela Internet das Coisas e pela análise de Big Data, melhorando assim a eficiência e a qualidade global da produção.

freio de imprensa

VI. Conclusão

A nossa passagem fala profundamente sobre os vários aspectos da dobra em U do travão de prensa, que vão desde os detalhes da técnica, orientação prática e aplicação industrial até às tendências futuras.

Aqui, encorajamos todos os leitores a praticarem e optimizarem a técnica da curva em U para obterem produtos de maior qualidade.

Bem-vindo a navegar Sítio Web oficial da máquina ADHque se concentra constantemente na vibração da indústria e no avanço da técnica para se adaptar às exigências e desafios do mercado em constante mudança.

À procura de máquinas?

Se procura máquinas para o fabrico de chapas metálicas, veio ao sítio certo!

Os nossos clientes

As seguintes grandes marcas estão a utilizar as nossas máquinas.
Contacte-nos
Não tem a certeza de qual é a máquina certa para o seu produto de chapa metálica? Deixe a nossa experiente equipa de vendas guiá-lo na selecção da solução mais adequada às suas necessidades.
Pergunte a um especialista
Política de PrivacidadeTermos
Direitos de autor © 2024