Prensa dobradeira vs. máquina de dobrar: A melhor comparação

Contacte-nos
Temos mais de 20 anos no fabrico de prensas hidráulicas de travagem, cisalhamento e máquina de corte a laser de fibra. Obtenha agora um orçamento instantâneo para os seus projectos de fabrico de chapa metálica!
Obter Citação GRATUITA
Data de publicação: 11 de julho de 2023

I. Introdução

No domínio do fabrico de metais, a máquina que escolher terá uma profunda influência na qualidade do seu trabalho, na eficiência da operação e no sucesso final.

A máquina mais comum utilizada no fabrico é freio de imprensa e máquina de dobrar.

Ambas são ferramentas elementares para dobrar e moldar metal, e têm as suas características distintas, que podem ser aplicadas para diferentes tipos de tarefas.

Não é fácil decidir qual é o melhor. É preciso ter em conta a função e as necessidades específicas da oficina.

Este artigo tem como objetivo aprofundar os meandros das duas máquinas: funções, aplicações e as suas vantagens e desvantagens.

Ao compreender estes aspectos, as empresas podem escolher a máquina que melhor se adapta às suas necessidades específicas, melhorando assim a sua produtividade e rentabilidade na indústria do fabrico de metais.

II. Compreender a prensa dobradeira

freio de imprensa

1. Definição e funcionalidade de Travões de Imprensa

Travão de imprensa é uma máquina-ferramenta de perfuração utilizada para dobrar chapas, sendo a mais comum a chapa metálica.

Ajuda a formar uma curvatura pré-determinada entre o punção e a matriz correspondentes através da fixação da peça de trabalho.

Esta peça de trabalho inclui o posicionamento e a fixação da peça de trabalho. Ao mesmo tempo, o punção baixa para forçar o material a dobrar-se.

2. Tipos de prensa dobradeira

A prensa dobradeira apresenta uma variedade de tipos, e cada tipo tem seu próprio método de operação e aplicação. Os principais tipos são o travão de prensa mecânico, hidráulico, pneumático e servo-elétrico.

A prensa dobradeira mecânica utiliza o volante e o mecanismo de manivela para exercer pressão, e a hidráulica adopta óleo hidráulico para gerar pressão. O pneumático utiliza a pressão do ar e o travão de prensa servo-elétrico utiliza um servomotor para acionar o cilindro mecanicamente.

Todos têm as suas vantagens e desvantagens, que podem ser aplicadas a diferentes programas e ambientes de trabalho de forma significativa.

3. Aplicações ideais

A prensa dobradeira desempenha um papel fundamental no programa necessário para chapas metálicas com especificações espessas.

Gera materiais ideais de dobragem complexos e apertados em materiais espessos, o que o torna indispensável para o fabrico de automóveis, produção de aeronaves e construção de maquinaria pesada.

Aumenta a precisão e a potência, o que ajuda a dar prioridade às tarefas de elevada precisão e repetibilidade.

4. Quais são as vantagens da máquina de prensagem a travão

A caraterística aparente da prensa dobradeira é a funcionalidade. Pode lidar com vários materiais e espessuras, ângulos e formas de dobragem complexos, o que a torna essencial para a maioria das oficinas de fabrico de metal.

Além disso, utilizando as ferramentas adequadas, a prensa dobradeira pode operar curvas variadas, tais como dobragem de ar, cunhagem e fundo. Além disso, a prensa dobradeira moderna é equipada com sistema CNC, que melhora a sua precisão e repetibilidade.

5. Quais são as desvantagens da máquina de prensa dobradeira

Embora as prensas de travões apresentem muitas vantagens, continuam a ter algumas restrições.

Devido ao seu grande tamanho, precisam de ocupar muito espaço. Entretanto, devido à complexa operação de dobragem, necessitam de um operador experiente e habilidoso para operar.

Além disso, as prensas dobradeiras podem ser mais lentas do que outras máquinas de dobragem, especialmente quando se trata de dobras complexas ou de grandes volumes de produção.

6. Considerações sobre segurança

A segurança é essencial para operar a prensa dobradeira. Devido à força que exerce, uma utilização incorrecta pode provocar acidentes graves.

O operador deve receber formação sobre os regulamentos de segurança, incluindo a utilização de protecções de segurança e a importância da manutenção e dos controlos regulares.

Além disso, as prensas dobradeiras modernas têm normalmente funções de segurança avançadas, como o dispositivo de segurança a laser, para proteger o operador.

III. Compreender a máquina de dobrar

máquina de dobrar

1. Definição e função

Uma máquina de dobrar, também conhecida como dobradora, é uma máquina-ferramenta de precisão utilizada para dobrar e dobrar metal.

Ao contrário do travão de prensa que utiliza punção e matriz, adopta outros conceitos para funcionar.

A máquina de dobrar adopta a fixação da peça de trabalho entre a viga superior e a viga inferior.

O terceiro feixe é designado por feixe de dobragem, que oscila para dobrar o metal ao longo da linha desejada.

2. Viga de flexão

A viga de dobragem na máquina de dobragem é o acessório chave para a realização do processo de dobragem.

Move-se contra o material fixado, produzindo uma rotação que resulta em dobragem. Esta estratégia pode fazer com que a máquina trabalhe em superfícies delicadas em vez de danificar a peça de trabalho.

Assim, a máquina de dobrar é muito adequada para chapas mais finas, revestidas ou lacadas.

3. Aplicação ideal

A máquina de dobrar é aplicável a materiais mais finos e mais leves, e é frequentemente utilizada em indústrias de chapas metálicas que requerem uma dobragem precisa e consistente.

É frequentemente utilizado na criação de componentes de tectos, panelas, tabuleiros e coberturas. Além disso, é muito adequado para pequenas e médias fábricas, o que beneficia a eficiência e a produtividade.

4. Vantagens da máquina de dobragem

Uma das vantagens da máquina de dobrar é a possibilidade de manusear materiais finos e revestidos sem causar quaisquer danos.

Ao mesmo tempo, aumenta a precisão e é muito adequado para tarefas que exigem uma dobragem exacta.

A máquina de dobrar é mais compacta do que a prensa dobradeira, e é normalmente operada por um operador, diminuindo assim o custo da mão de obra.

Além disso, devido à ausência de punção e matriz, reduz o tempo de configuração da ferramenta, tornando-a a escolha ideal para a produção de pequenos lotes.

5. Desvantagens da máquina de dobrar

Em comparação com o travão de prensa, a máquina de dobrar não é adequada para manusear chapas metálicas de grandes dimensões.

Embora tenha um bom desempenho na criação de dobras consistentes e precisas, não é predominante na criação de vários tipos de dobragem.

Por fim, o investimento inicial de uma máquina de dobrar de alta qualidade pode ser significativo, embora seja frequentemente compensado pelos benefícios de eficiência e produtividade da máquina.

Em suma, é fundamental saber muito sobre a função da máquina de dobrar, o conceito de viga de dobragem, a aplicação e as vantagens e desvantagens, o que é benéfico para a maior parte do fabrico de chapas metálicas. Estes conhecimentos ajudam-no a tomar uma decisão sensata ao escolher a máquina para garantir a eficiência, a qualidade e a segurança da operação.

máquina de dobrar

IV. Qual é a diferença entre uma prensa dobradeira e uma máquina de dobrar

1. Comparação das sequências de dobragem

A diferença entre a prensa dobradeira e a máquina de dobrar é grande nas sequências de dobragem.

No travão de prensa, o operador coloca a peça de trabalho fora da máquina e mantém-na, e o punção superior move-se para baixo na matriz inferior para formar a dobragem.

Em contrapartida, a máquina de dobrar permite que a peça de trabalho seja colocada na mesa, com apenas a parte a ser dobrada saliente. De seguida, a viga de dobragem desloca-se para criar a dobragem.

2. Comparação da configuração da máquina

O ajuste da prensa dobradeira requer normalmente uma variedade de punções e matrizes, o que pode levar a um tempo de ajuste mais longo.

Por outro lado, a máquina de dobrar utiliza apenas um conjunto de ferramentas para dobrar todos os ângulos e pode ser ajustada automaticamente de acordo com a espessura dos materiais, o que reduz o tempo e o esforço de configuração e produz maior eficiência para pequenos lotes.

3. Impacto das tolerâncias de espessura do material

O método para lidar com as tolerâncias de espessura do material varia entre a prensa dobradeira e a máquina de dobrar.

No travão de prensa, o punção entra em contacto com o material a partir de cima e entra em contacto com o molde em "V" a partir de baixo, o que significa que a tolerância da espessura da folha pode resultar na alteração do ângulo.

Pelo contrário, a máquina de dobrar só entra em contacto com o exterior do material, pelo que a tolerância da espessura da chapa não afectará o ângulo de dobragem.

4. Comparação dos métodos de aferição

A prensa dobradeira normalmente mede o flange curto, com o flange longo a sobressair da máquina. Isto pode levar a que as tolerâncias em branco apareçam nas dimensões gerais da peça acabada.

No entanto, a máquina de dobrar mede todos os componentes, o que significa que as tolerâncias em branco só aparecem no primeiro flange, garantindo que a dimensão global e os flanges opostos são sempre exactos.

5. Manuseamento de superfícies de materiais sensíveis

A máquina de dobrar tem um bom desempenho no tratamento de superfícies de materiais sensíveis, o que reduz ao mínimo a área de deslizamento das ferramentas nas superfícies, tornando-se a escolha ideal para aço inoxidável ou chapa revestida.

As prensas de travagem, no entanto, puxam o material sobre as arestas para a matriz em "V", resultando em riscos aparentes na folha, o que as torna menos ideais para materiais sensíveis.

6. Desgaste da ferramenta em ambas as máquinas

O desgaste da ferramenta é outro elemento importante. Na máquina de dobrar, o ligeiro movimento relativo entre a lâmina e as superfícies do material pode reduzir o desgaste da ferramenta ao mínimo.

Por outro lado, a prensa dobradeira tem uma longa distância de deslizamento na borda do molde em "V". Com o passar do tempo, isso causará um desgaste severo da ferramenta.

7. Raios de curvatura e bainhas em ambas as máquinas

Ambas as máquinas podem criar raios e bainhas, mas diferem no processo. A máquina de dobrar pode criar quaisquer raios sem necessidade de ferramentas especiais e o processo de dobragem é invisível do exterior.

Em contrapartida, a prensa dobradeira requer ferramentas especiais para fazer a bainha e talvez seja mais difícil criar raios através do processo de dobragem.

Assim, embora a prensa dobradeira e a máquina de dobrar tenham funções semelhantes, variam muito em termos de funcionamento, configuração, manuseamento de materiais e desgaste das ferramentas.

É de importância vital que conheça estas diferenças para escolher a máquina de fabrico de metal que pretende.

V. Decidir entre uma prensa dobradeira e uma máquina de dobrar

A escolha entre a prensa dobradeira e a máquina de dobrar é de importância vital, o que terá impacto na eficiência, qualidade e capacidade de rentabilidade do fabrico de metal.

Ao tomar esta decisão, há vários factores a ter em conta.

1. Factores a considerar na escolha entre as duas máquinas

O primeiro elemento que deve considerar é a natureza do seu trabalho. Se os seus programas requerem chapas metálicas de grandes dimensões, dobras complexas e apertadas, a prensa dobradeira pode ser a escolha ideal.

No entanto, se as suas tarefas exigirem materiais mais leves e mais finos, uma dobragem precisa e consistente, a máquina de dobrar é mais aceitável.

O custo é também um fator chave. Embora o investimento inicial de uma máquina de dobrar de alta qualidade seja elevado, com o passar do tempo, os seus benefícios em termos de eficiência e produtividade podem compensar este custo.

O funcionamento da prensa dobradeira pode não ser dispendioso, mas requer vários operadores e um tempo de regulação mais longo, pelo que os custos de funcionamento podem ser mais elevados.

O retorno previsto do investimento (ROI) também é essencial a considerar.

Consiste em avaliar a receita potencial que uma máquina pode gerar ao longo da sua vida útil, considerando factores como a sua produtividade, eficiência e procura dos produtos que pode produzir.

2. Considerar a importância dos tipos de emprego, custos e retornos de investimento previstos

O tipo de trabalho, o custo e o retorno esperado do investimento são factores inter-relacionados que devem ser considerados em conjunto. O tipo de trabalho determina a adequação da máquina, o custo afecta a viabilidade financeira do investimento e o retorno previsto do investimento fornece uma previsão da rentabilidade do investimento. O equilíbrio destes factores é a chave para tomar decisões de investimento sensatas.

3. Cenários em que ter duas máquinas em simultâneo pode ser benéfico

Em alguns casos, é vantajoso ter as duas máquinas.

Se os seus projectos estão relacionados com vários programas que requerem uma dobragem complexa e apertada na chapa metálica espessa, e uma dobragem precisa e consistente em material mais leve, ambas as máquinas podem fornecer a versatilidade que a maioria das tarefas requer de uma forma eficiente.

Além disso, se uma máquina precisar de manutenção ou reparação, a outra máquina pode oferecer-lhe opções de reserva.

Em suma, não é fácil tomar uma decisão entre a prensa dobradeira e a máquina de dobrar porque há muitos factores a considerar. É possível fazer uma escolha razoável através da análise destes factores e da relação entre a máquina e as suas necessidades reais, melhorando assim a eficiência, a qualidade e a rentabilidade do processo.

VI. Conclusão

No fabrico de metal, a escolha entre uma quinadora e uma máquina de dobrar depende das suas necessidades específicas, dos custos e do retorno previsto. Ambas têm pontos fortes distintos, e compreendê-los pode orientar a sua decisão, aumentando a eficiência, a qualidade e a rentabilidade das suas operações.

Entre em contacto para obter mais informações ou assistência na escolha da máquina certa para as suas necessidades.

ADH é um fabricante profissional de máquinas para chapas metálicas com 20 anos de experiência. A prensa dobradeira é o nosso principal produto.

Podemos ajudá-lo a escolher a prensa dobradeira correcta e fornecer um sólido apoio pós-venda. Se precisar de informações sobre a nossa prensa dobradeira, por favor contacte o nosso pessoal de vendas ou navegar na nossa página de produto da prensa dobradeira.

Perguntas frequentes:

  • Qual é a principal diferença entre uma prensa dobradeira e uma máquina de dobrar?

A principal diferença entre a quinadora e a máquina de dobrar reside nas abordagens e aplicações de funcionamento.

A prensa dobradeira adopta um punção e uma matriz para dobrar as folhas de metal, enquanto uma máquina de dobrar dobra o metal através da fixação da folha entre a viga superior e a viga inferior e, em seguida, dobra-a.

A prensa dobradeira é normalmente utilizada para dobrar peças complexas e precisas, enquanto a máquina de dobrar é utilizada para dobrar peças mais simples e maiores.

  • Uma máquina de dobrar é mais rápida do que uma prensa dobradeira?

A velocidade depende da máquina específica e da complexidade da peça de trabalho. A máquina de dobragem pode terminar rapidamente a dobragem simples porque pode lidar com componentes grandes e dobras múltiplas num único ciclo. No entanto, a prensa dobradeira pode ser mais rápida na dobragem complexa e em peças mais pequenas.

  •  Qual a máquina, prensa dobradeira ou dobradeira, mais económica?

A relação custo-eficácia de uma prensa dobradeira ou de uma máquina de dobragem depende das suas necessidades operacionais específicas. Devido à sua versatilidade, a quinadora é mais rentável na dobragem complexa e na produção de pequenos retalhos. Por outro lado, a máquina de dobrar é mais económica para peças maiores e remendos grandes.

  • Como se compara a qualidade da dobragem entre uma prensa dobradeira e uma máquina de dobrar?

Ambas as máquinas podem produzir dobragem de alta qualidade. No entanto, a qualidade pode depender dos tipos de metal, da espessura da chapa, da utilização de ferramentas e das competências do operador. A quinadora de prensa consegue normalmente dobrar raios mais pequenos e é mais adequada para dobras complexas, enquanto a máquina de dobrar se adapta a componentes maiores e a dobras mais simples.

prensa dobradeira vs máquina de dobrar

Descarregar a infografia em alta resolução

Contacte-nos
Não tem a certeza de qual é a máquina certa para o seu produto de chapa metálica? Deixe a nossa experiente equipa de vendas guiá-lo na selecção da solução mais adequada às suas necessidades.
Pergunte a um especialista
Política de PrivacidadeTermos
Direitos de autor © 2024